Explore
Sign Up
Login
April 17, 2019
 

Vagava eu pelos anéis de Saturno por causa de ti, até que decidi encher-me  e encher o coração de outro alguém.
Nosso amor foi comparado aos compostos de saturno, água líquida que escorria junto de minhas lágrimas quietas, poeiras e materiais  rochosos que feriam meu corpo e minha alma a cada passo dado pra perto de ti.
É... meu conhecido planeta, me sinto extremamente agraciada por você ter me mostrado que eu SOU meu próprio universo.
Obrigada, frio planeta...

MAKE IDEAS HAPPEN
Thumb_fxi-ypbn
PO#642136
1
0
April 14, 2019
 

MEU NOME

Talvez você tenha me visto por aí.
Pode ser que tenhamos trocado meia dúzia de palavras ou segundos de olhares.
Quem sabe você ouviu falar de mim por acaso.
Meus passos não escondem os caminhos que ando e minhas palavras não mentem o que eu sinto.
Meu olhar entrega meus anseios e os meus medos.
A fuga é um amparo, quase que como o mais desejado abraço.
Meu nome faz com que saibam quem vem, mas não quem sou.

Thumb_signature_1555265055930
LETTRS 2019 STAMP
Thumb_1505789519
PO#626346
1
0
April 14, 2019
Chandigarh, India

Goli maaro ehho jeh banauti yaar deh 🔪🔫

😈😈😈

LETTRS 2019 STAMP
Thumb_1534436404
PO#628174
0
0
April 10, 2019
 

No aguardo do segundo sol
  
Onde estas meu segundo sol?
Minha vida está tão de cabeça pra baixo que pessoas poderiam achar que sou uma nova espécie... Mas sou apenas uma simples menina querendo uma vida “realinhada”.
Depois de ventos fortes, árvores caem e felizmente as raizes ficam pra continuarem de pé firme, até posso estar pela metade...
mas irei longe com meus cacos e pedaços remendados até meu segundo sol chegar...
imploro a ti solzinho, não demore porque necessito te ver.

ART OF WRITING
Thumb_fxi-ypbn
PO#642136
2
0
April 7, 2019
 

  Às vezes parece que não teremos tempo para nada, nem mesmo para pensar. São tantas preocupações, coisas para fazer, que só de pensar nos tornam uma pilha de estresse e ansiedade.
Então lembro que tenho bons amigos, que posso conversar entre uma coisa e outra; que irão me ouvir, e de sabendo ou não sempre me ajudam. Seja me fazendo rir, conversar sobre qualquer assunto ou brincar de coisas aleatórias.
Amigos são presentes de Deus, pelos quais eu sou muito grata; espero continuar com eles presente durante minha jornada, e que nela nós continuemos juntos e evoluindo, ajudando uns aos outros.
Muito obrigada por tudo.

POETRY MONTH
Thumb_1528238084
PO#634587
1
0
April 5, 2019
 

QUE AMOR É ESSE?

Que amor é esse?
Que ao invés de acolher, desampara.
Que ao invés de perdoar, odeia.
Que ao invés de estender a mão, bate.
Que ao invés de trazer alegria, traz pranto. Que ao invés de entender, julga.
Que ao invés de se fazer presente, vai embora.
Que amor é esse?

Thumb_signature_1554515633098
POETRY MONTH
Thumb_1505789519
PO#626346
0
0
April 5, 2019
 

Me busco, me encontro,  me reconheço,  me expando.
Busco algo maior,  encontro,  reconheço e expando.

ORIGINAL
Default_avatar_24_thumb
PO#642038
1
0
April 5, 2019
 

REVOADA

É preciso amar as pessoas
Como amamos às palavras

É preciso desarmar as pessoas
E desarmar as palavras

É preciso
Amar
E desarmar

Amar é desarmar

Para chegar à verdadeira reação,
- Livre -
Ainda que em cadeia:

É preciso reagir
É preciso uma reação
ALmada,

É preciso
parar de precisar
Das palavras.

(05/04/19 - 06:22)

Thumb_letter_signature_1554457208
POETRY MONTH
1
0
April 4, 2019
Presidente Prudente, Brasil

Centésimo Décimo Terceiro - EGO

Uma inquietude barulhenta se manifesta dentro de mim. Não sei como cheguei aqui.
As vezes sou decidido e vejo um futuro traçado, as vezes penso que só estou aceitando as coisas, as vezes quero mudar tudo, as vezes simplesmente nem quero.
Aceitação tem sido algo que tive problemas desde sempre. Eu comigo, eu com os outros. Busco me provar ao mesmo tempo que não confio em mim.
Como pode alguém ser orgulhoso e inseguro? Como pode alguém ser sistemático e odiar rotinas? Como posso ser extremos em um?
Meu Ego deveria ser um melhor mediador.

Thumb_letter_signature_1554431178
POETRY MONTH
Thumb_1524615126
PO#138985
1
0
April 3, 2019
 

O AMOR AOS PÉS
NÃO SOBE À CABEÇA

Hoje escolho muito bem
Tudo o que calça os meus pés:

É preciso muito zelo e cuidado
Com o que guarda os meus passos.

Pés descalços só no (a) mar...
E olhe lá...

Na dúvida,
Prefiro não nadar
No raso.

(2019)

Thumb_letter_signature_1554343680
POETRY MONTH
1
0
April 3, 2019
 

ANTES DO FEITIO VEM O FEITO

Primeiro pisa na beira
Molha os pés em mar aberto,
- Não na piscina do quintal -

Só depois
Estufa o peito
- Verdadeiramente pulsante -
E conta os feitos
De grande navegador.

(2019)

Thumb_letter_signature_1554343358
POETRY MONTH
1
0
April 2, 2019
 

Comecei a escrever meu segundo livro e eu estou muito animada!
A experiência que eu tive com meu primeiro livro foi de muito medo e insegurança. Mas parece que tudo isso não se faz mais presente perto de mim.
É claro que cada livro, cada história nova é uma aventura. Mas não me sinto intimidada mais...
E que venha muitos mais histórias para eu escrever e compartilhar com o mundo!
Estou amando meu trabalho novo !

Thumb_signature_1554227638699
LETTRS 2019 STAMP
Thumb_1552357208
PO#128930
1
0
April 1, 2019
 

DE OLHOS ABERTOS

Sonhando acordada, que era pra não fechar os olhos e me perder no caminho, segurei as rédeas da vida e segui.
Percebi que precisava mudar a direção, tomar outro rumo.
Resolvi deixar no caminho os fardos que me impediam de ir mais longe.
Mais leve, senti o cheiro doce da chegada.
Como os raios de sol, que vem ao nascer do dia, vi o brilho de tudo aquilo que sempre busquei.

Thumb_signature_1554169585269
POETRY MONTH
Thumb_1505789519
PO#626346
1
0
March 30, 2019
 

O PAPEL DO VENTO É INVISÍVEL

Abre teus olhos:
Não os dos personagens
Mas os do sujeito
De nome composto...

Me antecipo, por amor
Mas não atraso
Nem mais um dia sequer
Cada um dos meus sonhos.

Há no ar
Uma sóbria ironia
Ciente do senhor e dos anéis
Bem como da poesia das cores
A postos para não perder o status
- Nem o papel -
Jogando
- Em partes -
O teu jogo.

Observa:

Não adianta pintar o rosto
Camuflar-se para uma guerra
Quando o Amor verdadeiro
Prescinde da Paz
Da doação
E do desinteresse:

Nunca se sabe o quanto
Se está preso
À própria rede
O artista não tem os pulmões
Nem respira como os peixes.

Toma cuidado
Com as deixas de poder:
Quem se agarra às tuas pernas
Pensa ent...

MADE WITH LOVE
1
0
March 24, 2019
 

Meu amigo,

Ontem estive a conversar com uma antiga colega de escola. Aquilo que eu esperava ser uma conversa agradável, sobre coisas banais, rapidamente se tornou num dos piores momentos que tenho experienciado ultimamente. Ela perguntou-me sobre como ia a minha vida e eu respondi-lhe com uma palavra: aborrecida. Por educação perguntei-lhe o mesmo, mas nada me preparara para a resposta dela. Em resumo: está tudo a correr às mil maravilhas. A vida dela parece ser feita de perfeção, está tudo a correr de acordo com os planos, ela está a viver ao máximo.

Acho que consegues imaginar porque é que esta conversa me deixou tão deprimida. Ela está a viver a vida da maneira como eu gostaria de vi...

MELODIC ROSE
Thumb_1479562031
PO#605590
1
0
March 18, 2019
 

Meu amigo,

Estou quase a fazer anos. Está quase a fazer um ano desde que me tornei "adulta". Oficialmente, pelo menos. Era um ano em que era suposto terem acontecido coisas incríveis, um ano em que a minha vida deveria ter andado para a frente, um ano que devia ter valido a pena. Mas olho para trás agora e vejo que talvez nem um quarto tenha valido a pena.

Continuo a achar que a minha vida está parada à beira da estrada, no meio do nada, sem possibilidade de andar para a frente. Estou perdida, quero respostas e só tenho perguntas. Não sei o que quero fazer no futuro e isso está a deixar-me assustada e desesperada ao mesmo tempo.

Toda a gente parece estar a conseguir fazer, viver aq...

GRAND CENTRAL
Thumb_1479562031
PO#605590
1
0
March 17, 2019
 

POEMA MARGINAL

Eu entendo tudo.
E te amo sempre.
Eu vejo cada milimétrico esforço
Cada rosto contido de desconforto

Percebo a medição quase que fitoterápica
Das tuas palavras
A conta-gotas.

Eu vejo as cores desfeitas
Nas paredes da sala
A ótica ressentida dos espelhos
Mirando cada livro na tua estante
Como um passado que segue intacto
Mas que passou.

Mas o que isso significa?
O que quer dizer de ti
- Pra ti mesmo -
Se vives esse amor de ressuscitação
- Boca a boca até o intestino -
E a mim não dás nem a chance
De dividir o teu mesmo ar de respiro?

As minhas chaves
Abrem e fecham acessos
Mas o meu amor não.

Ele verte um rio confesso
E se tu sabes como conter o excesso
É porqu...

HOLD ON TO YOUR HEART
1
0
March 17, 2019
 

REVELAÇÃO

Eu não sei
Quanto de você
Eu ainda verei
De perto

Mas o que tenho visto
Daqui
Desse lugar mesmo
- Do impossível -
É uma vista de amplo e puro amparo
Dos teus dons mais bonitos

E só de sentir a leveza transformadora
Que parece ir te atravessando aos poucos
Acrescentando doçura
Às tuas faces selvagens de menino arredio
Sinto a coragem dos que enfrentam as marés
E ventos bravios
Libertando o amor, não de seu metabolismo
Mas de ter qualquer função
Além do sorriso.

O amor é esse ato indiviso
Que nutre e repara o indivíduo
Mas sem retirar a dádiva pura
De seus defeitos

O amor é caminho árduo e estreito
Mas compensa o laço
O estrago
E cada passo dado, ainda que sem jeito.....

LIVE RADIO
0
0
March 17, 2019
 

A SAUDADE É PÚRPURA

E quando a saudade
Beira
O esquecimento

Não de quem se ama
Nem do amor
Mas de sentir o gosto,  
Se embriagar no cheiro

De olhar no olho
Até fazer do corpo do outro
Seu Redentor
E se grudar inteiro

E quando a saudade
Beira o esquecimento
Do aconchego louco
Que sucede o prazer
E preenche os espelhos

O que faz a saudade
Do amor
Com esse vazio extremo do azul
Que colore o meu vermelho?!

(23/05/18 - 00:55)

Thumb_letter_signature_1552816600
REFRESHING FRUIT
0
0
March 17, 2019
 

QUEBRA-MAR

Deixa cair
Pra evaporar, meu amor.

O que dói em ti
Dói em mim
E eu te ofereço
Os meus ouvidos
E braços,
O meu colo
- Casto -
Pra te fortalecer,
Pelo tempo que for preciso.

Eu sei que a dor desatina,
Eu já estive por aí,
- não faz muito -
Vento soprando rumo
De outras esquinas
Mas a coragem a arrefecer
Em medo
O futuro.

Lembra daquele dia
Nascido pelos teus olhos
A antever-me a queda
No escuro?

Agora, sou eu quem te juro:
Tudo o que vem pra dilacerar
Enfim, se regenera
Não há uma só célula
Que diante dos males deste mundo
A franqueza do tempo não faça fera:

Eu já te acendi outra vela
Fiz a minha mesma seresta
Aquela em forma de verso
E passo de reza...

Mas...

CHIRAYU 5
0
0