Explore
Sign Up
Login
June 18, 2020
 

Eu?

Não sabia se chegaria até aqui
Foi o pensamento da minha manhã
Estava tão imerso nesse mundo caótico
Que não notei o reflexo triste no espelho
As marcas de riso, hoje, são rugas do passado
Moldado por retalhos
Meu corpo insiste em gritar por atenção
Mas, tamanha é a ilusão, que não me permito ouvir
Não sei se a imprevisibilidade de existir tornou-me assim
Tentando esconder o eu a todo instante de mim
Nessa manhã, não achei que chegaria aqui, mas consegui!

TAKE TIME TO WRITE
Thumb_1508126841
PO#405583
0
0
June 17, 2020
 

Eu não sei o que escrever...
Encaro o papel vazio, ele me encara,
e ambos percebos o vazio de idéias.
Então recorremos, apelamos, a irracional emoção.
Longe da frieza lógica,
apenas me derramo,
me debruço,
sobre as palavras .
Sem rumo nem retorno,
apenas escrevo sem temer as consequências.
Talvez o meu escritoo não faça sentido.
E se não fizer, qual o problema? Nenhum
Escrever não precisa fazer sentido,
apenas ser natural...como respirar
sem dificuldade ou pesar.
Mas cá estou, perdido a escrever.
Assim escrevendo um novo rumo...

ORIGINAL
0
0
June 17, 2020
 

O AMOR NÃO É DANÇA DAS CADEIRAS

Tão bom
Olhar para os o poemas do passado
E ler na letra
A verdade de quem fui
Mas não me bastou ser

Sendo hoje livre
Sou imensa
Na coragem

E Pequena,

- Sem querer -

Thumb_letter_signature_1592398606
STARS
1
0
June 16, 2020
 

Uma Narrativa Assombrosa

Madeira crepitante
Corredor obscuro
Sussurros distoantes
E um frio sobrenatural sobre a espinha

Uma névoa sufocante
Gélida, se espalha
Visão de um tempo outrora esquecido
Formas incorpóreas a dançar valsa

Em um canto qualquer
Seres pálidos de olhos vermelhos
Elegantemente se portam, taças em mão
Mas o perfume não é de vinho

Uma sombra amorfa
Um cadáver esquelético ao seu lado
A lua a brilhar por entre frestas
E uma música quase arcana

Esse, é baile de Máscaras
O derradeiro baile
Um último momento para os mortos
Antes da manhã chegar

Abro os olhos com dificuldade
Não há mais frio
Não há mais escuridão
Apenas uma casa abandonada

U...

ZOMBIE GRIP
0
0
June 16, 2020
Duque de Caxias, Brasil

Quando você terminar um relacionamento (não só amoroso), não deve escondê-lo num bolso da calça que você não usa mais, lá na última gaveta do armário por baixo as roupas velhas de academia. Porque mesmo que não seja logo, algum dia você vai acabar tropeçando lá de novo. Por mais escondido que esteja de alguma forma a gente sempre para lá e isso vai despertar lembranças ruins e tristes nos momentos mais inoportunos.

- Então eu faço o quê? Oh genia dos relacionamentos e guru do coração partido?
- Faz uma pintura e manda emoldurar.
- Hein?!
É isso mesmo, emoldura e pendura num lugar especial, guarda com carinho. Claro que vai dar pra ver que nem tudo foram flores, mas também não foi so desgraç...

SKYLARK CHALLENGE 2020
Thumb_1594251987
PO#654292
0
0
June 14, 2020
 

A balada do lorde camponês

O joio cresce em meio ao trigo, procurando
Prevalecer. Será que ele consegue? Meu
Senhor diz que não. Nunca irá. Estou caminhando
Pela colheita, e vejo aquele que cedeu.

Minha sabedoria é falha. Sabe quando
Vai se completar? Nunca irá. Já entardeceu,
E a charada se esconde de novo. Mui brando
É o ensino do Senhor, o mais sábio, o apogeu.

A alegria no mundo é enganosa. Em meus olhos  
Tacam poeira todo dia de manhã.
A cegueira me toma e nesse mal, tropeço.

É nessa vida que todos os meus esforços
São vãos debaixo do sol. É o leviatã
Que ali espreita cada um deles, desde o começo.

Thumb_letter_signature_1592189495
QUILL CREATION
1
0
June 13, 2020
 

| Giorgio Moroder |

Fiquei tonto
Essas modulações permeiam minha cabeça
Uma sociedade de sintetizadores me hipnotiza
Uma indústria da alegria me consome

Minha mente já não pertence a mim
Minha alma, tão volúvel e instável, agora nada mais é do que ecos distorcidos e largados

A sonoridade robótica dos meus sentimentos me perturba
Repetitivos e incansáveis, tocam uma melodia desastrosa, porém dançante
Como se minha ruína fosse uma disco
A balada do meu caos

Na pista, minha dor
Na música, meu conforto

Sim, modulação
Esse som anestésico e excitante
Que me move em direção aos meus desejos primitivos
É o mesmo que me desola e desanima
Me destrói, e recria
As batidas do meu coração, dão ...

SIMPLICITY DAY
June 11, 2020
 

Conversa com Amor


Disse ao Amor:
Defina-se em palavras palpáveis à minha compreensão.
Quem és tu exatamente?
O Amor com sua voz serena respondeu-me:
Sabes o início ou o término do universo?
Sabes entender a complexidade da vida?
Sabes ao menos defini-la?
Eu respondi:
Não!
Ele pacientemente disse:
Era o que eu esperava.
E assim como as respostas dessas perguntas, esse sou eu.

Não há começo e nem fim em mim.
Eu simplesmente resido o infinito das almas e nelas estabeleço tudo que me compõe: Leveza , Clareza, Esperança, Paz, Cuidado,Liberdade, Alegria, Segurança…
A lista também não se finda.

Em tom de descrença lhe perguntei:
Como podes ter a coragem de se ap...

ROMANCE
Default_avatar_8_thumb
PO#655313
2
0
June 11, 2020
 

Cada vez mais perdida em mim
Alienada por meus próprios pensamentos
Um abismo viciante de solidão
Te puxando com a maior força de atração
Necessidade e anseios por espaço
Buscando sem saber o que encontrar
É mais fácil perder-se.. tentando se achar.

Another tsuki

LIGHT YEARS AWAY
Thumb_1500455885
PO#188382
0
0
June 11, 2020
 

O SOL DA LIBERDADE

Nessa selva de trevas sem fim
Vejo a névoa das relvas e mim.

Não são duras, não são fortes
São armaduras pra vida e pra morte
São caminhos pro não e pro sim.

Dúvida pairando no ar
Areia beirando o mar
Semissedimentada
Quase nula, petrificada
Não tenho o direito de amar.

Não vejo luz nem aconchego
Só me resta o frio como apego
Me perco, mas luto
Não me acho em absoluto
Ando, ando e nunca chego.

Cela que sela minha dispersão
Flecha que fecha meu coração:
Nego, mas me entrego
Vejo, mas finjo que sou cego
Te amo, mas juro que não.

Chega desta mata fechada
Chega de estar perdida
Cansei desta vida gelada
De sonhos que viram nada
E não passam de expectativa.

...

THE SUN
0
0
June 11, 2020
 

POR_VIR

Me assombra
Quando a poesia me toma
Como a tua voz me toma
E eu bebo de ti...

Sede indissociável
A palavra e a tua boca
Teu cílios longos
E o Sol
“O olho de Deus”
Essa alegoria Santa
Do amor que é em si
E pronto:

Tem pranto
Tem prato cheio
De espinhos
Regurgitados
Até a flor reflorescer
No canto
No teu canto

E eu te lambo
Chupo os dedos lambuzados
Do teu tato
Abstrato
E absorto
Pela passagem de tantos anos
Mas o meu amor fica
E o desejo que sei
Ainda desejarei o tanto
Que será melhor
Porque as profundidades
Só podem afinar ainda mais
O que já temos
E o que ainda nem experimentamos

Agora imagina
O amor
E a pele
E a alma que serve
Como alucinógeno
Mas só...

THE CASETTE STAMP
0
0
June 10, 2020
 

CORRESPONDÊNCIA ABERTA V

Estrada difícil...

Eu sei.
Tem horas que parece intransponível...

Mas vamos fazendo o possível
Sem linhas de chegada pré-determinadas,
Mas com o foco nos pés no chão,
Sentindo a terra
E calculando o próximo passo.

Se hoje só der pra olhar pro céu
Tudo bem!

Se só der pra respirar
Também.

Respeita.

Confia no processo
E acredita no nosso cORAÇÃO.

Amém.

(Cada dificuldade da estrada é uma oportunidade para revelar o tipo de terreno que estamos pisando... Até que fiquemos leves a ponto de flutuar no caos para depois criar asas.)

(05/09/19)

Thumb_letter_signature_1591833954
ANGEL OF UNDERSTANDING
0
0
June 10, 2020
 

REZA FORTE

Primeiro
Eu beijo
Os teus olhos
Deslizo
Os meus lábios
No teu pescoço,
Entrego os meus desejos
No teu ouvido.

Vou auscultando
O teu corpo
Abduzindo a tua respiração
No meu umbigo
Como me embriago
Com teu cheiro
E com os teus olhos
De silêncios repetidos.

Te percorro com as mãos
E sinto cada arrepio
Até morder tua boca
E te arrancar um beijo
Nosso.

A tua barba
Roça na minha pele
Como eu danço
Ainda solene
Agarrada na tua cintura:
Eu coreografo
Vestida
O que é loucura incontida
Quando estou nua.

A minha língua te procura
Expulsa todos os demônios
Do teu corpo
E abranda a tua alma
Com a segurança sacana
Do meu amor sem limites.

Eu escorrego nas tuas cores
Para te ...

SIMPLICITY DAY
0
0
June 9, 2020
 

CORRESPONDÊNCIA ABERTA IV

Há muitos anos não sinto de fato

O que é viver um dia de namorados...

E não me entenda mal,

Tem sido tão simples quanto natural.

Não pela mesmíssima convenção em si

Ou pela data mera e socialmente comercial:

Acho que já deixei bem claro

Que eu escolho os “lugares que vou”

Dentro e fora de mim

Não importa o que digam

Ou não.

Mas pela primeira vez

Em muito tempo

Me sinto “amorada”

Inteira e profundamente

Ainda que ao avesso

De tudo o que pode ser verificado

Mesmo em estado de vocabulário

Ou visto.

Então decidi entregar

Hoje

O meu dia pra você.

Assim, repleto das cores

Do poder

Da essência

E da potência que é saber-m...

TEA TIME!
0
0
June 8, 2020
 

Aurora ilumina
As brisas cantam
Os ventos ecoam

As corujas acordam
Não param de cantar
No alto dos montes

E eu aqui sentindo
A cidade em silêncio
Sem poder um tête à tête
Só podemos nos olhar

Em remoto...
Em remoto...
Os olhos são o spoiler
E o coração está feliz

Te vejo de longe
Em meio a loucura
Em remoto...
Uh uh uh

Cidade vazia
Por toda a ventania
Reclusa e fria

Bem que queria
Às 5 da matina
Poder te ver ao despertar

Mas estou sentindo
A cidade em silêncio
Sem poder um tête à tête
Só podemos nos olhar

Em remoto...
Em remoto...
Os olhos são o spoiler
E o coração está feliz

Te vejo de longe
Em meio a loucura
Em remoto...
Uh uh uh

Thumb_signature_1591669834474
SIMPLICITY DAY
Thumb_1587002198
PO#501408
0
0
June 6, 2020
 

ORAÇÃO AOS TEMPLÁRIOS  

O manto sagrado das boas intenções
Cobre agora todo o teu corpo físico, espiritual e psíquico;

A lucidez e a firmeza de cada coração injustiçado invade os teus sentidos
E nada é capaz de corromper a verdadeira função da tua voz;

As crianças cercam teu campo energético com a sinceridade autêntica de seus sorrisos
E com a maleabilidade de sua inteligência sem pretensão  ou equívoco;

A planta dos teus pés pisa o barro
Para que te lembres de que é feito todo homem
- moldável -

Nada que não seja propositivo ou altruísta
Será capaz de atravessar tua garganta  
Ou usá-la para fins outros
Que não os que te fizerem porta-voz
Quando assim for preciso;

Nenhuma vaidade...

FLYING DOVE
0
0
June 5, 2020
 

Falta de ar
Visão turva
Nó na garganta

Uma lágrima escorre
E então
O choro desata

Motivo não há um
Há muitos
Inúmeros

Mente conturbada
Ansiosa
Para o fim

Tudo passa
E então
Começa novamente

THE SUN
1
0
June 4, 2020
 

Haikai VII

Os raios solares
Transpassam a cortina:
Faz um dia quente.

WRITER
Thumb_1586027858
PO#653412
0
0
June 3, 2020
 

CORRESPONDÊNCIA ABERTA III

Palavras de AMOR para BENZER

(...)
Então eu quis dizer - mesmo que não faça nenhuma diferença - que tá tudo bem você fazer as escolhas possíveis ou inevitáveis até onde alcança o seu ângulo de visão;

Tudo bem você mudar de ideia, redescobrir seus sentimentos, olhar pra tudo isso como te parece e achar que não tem nada a ver continuar nesse caminho.  

Não sei de onde veio essa sensação, mas a única coisa realmente insuportável é sentir dentro de mim que algo está doendo tanto em você... Não importa o que seja, eu sinto cada golpe desferido, até por meus poemas já sondarem tua alma muito antes de mim... ignorar isso eu não consigo.

Não quero deixar pra você p...

GABRIELLE
0
0
June 3, 2020
 

O SUOR NÃO SANGRA

O teu olhar
Até quando surge
Subtraído de cor
Me conta do tom minério
Dos teus pensamentos,
E eu te amo-garimpo...

Mas o que há de mais precioso
Não se extrai ou se possui:

A criação milenar da natureza
Encrustada nas pedras
Amparada de impossibilidades
Para proteger a delicadeza
De sua real magnitude...

Metal tem peso
O Amor extrai o ouro do coração
E eu vou te amando devagarinho
Com todas as minhas imperfeições
De exploradora que anseia pelo reflexo
Da (re)descoberta...
Para provar a si mesma que nada foi em vão.

Mas jamais seria...
Os braços que afundam a pá na terra
A cada movimento das pernas
Já não são mais os mesmos
Pois se insistem no terreno
É p...

I LOVE GAZA
0
0