Explore
Sign Up
Login

Natália Parreiras

PO# 9000
Brazil
Brazil
Uma utopista. www.nataliaparreiras.com/spn
March 30, 2020
 

SOBRE REVER RASCUNHOS

Decidir deixá-los
Às margens
Do inacabado
É uma opção de maturidade

Mas, acima de tudo,
Um sinal
De que não há mais nada
A ser dito.

Todos os poemas valem a caneta...

Alguns, ficam melhores
Como se nunca tivessem existido.

Thumb_letter_signature_1585627963
WORD ART
0
0
September 19, 2018
 

POEMA EM “SI”
PARA O ÚLTIMO “SOL”

Hoje eu me dei conta
De que nunca senti o teu abraço
Uma vez sequer
Desarmado.

Sim, peito semi-aberto,
Coração disparado
Mas os músculos sempre em embaraço...

E ainda assim, meu amor,  
É tudo tão vasto…

Fico imaginando
Menina sonhadora
A girar no carrossel de ilusões
- E de aço -
Como seria,
Posto que acreditar no será
Tem sido impossível,
Se um dia me abraçasses inteiro,
Sem a hesitação de um corpo em febre,
Mas que tenta em tudo, ser frio,
Feito barreira de contenção no estio
Quando tua alma desaba em intempérie.

Hoje eu me dei conta
De que nunca conheci
O teu beijo verdadeiro,
Ainda que os teus lábios lindos
Me devorem a alma e o ...

LEFT OR RIGHT
0
0
March 30, 2020
 

A COR DA CORAGEM É SERENA

As palavras
Só ganham sentido
Quando significam

E só significam
O que fomos capazes de sentir.

Não há distorção que forje
Quem somos
E fomos
De corpo e alma...

E quem teve de nós
- Tudo -
No fundo,
Sabe a resposta.

Thumb_letter_signature_1585579558
STARS
0
0
March 29, 2020
 

ASTRONAUTA - VAGALUME

Eu soube
Desde a primeira vez
Em que você me olhou.

Não era um olhar
Como os que eu costumava receber:

Ainda não tinha referência
Não tinha respeito
Mas tinha tentáculos.

Sua retinas me chuparam
Como se só de me olhar
Você pudesse mastigar o meu juízo
E morder cada parte de mim.

Sim, você poderia me devorar

Mas eu seria capaz de te engolir...

Não de tolerar,
Mas de metabolizar
Ruminar
Deixar decantar
Ou pra variar,
Cantar pra subir.

Mas o que subiu foi a minha aposta:
Cada vez em que te via
Eu sentia quase uma saudade
Daquilo que sequer eu sabia
Que poderia sentir,
Mas que eu já conhecia.

Eu soube
Desde a primeira vez
Em que me olhou
Mas nã...

SATURN
1
0
March 28, 2020
 

VOLUME DE VOZ

Eu quis
Desesperadamente
Te mostrar...

Esqueci que cada um
Só vê o que suporta

Então
Para te poupar
Tentei acostumar o meu olhar
À destruição de balas de fuzil

E,
- Ainda assim -
Você fugiu.

Não posso ousar lamentar
A cadência de uma vida,

Seja porque não corresponde aos tempos da minha
Seja porque não correspondo aos desígnios que tinha...

O fato
É que a tua tirania
Tirou de ti
O timbre da poesia
Que embalava o sono Enquanto eu dormia...

E sem mais
Sempre com menos,  
Fui amanhecendo sozinha,
Os braços fatigados a acolher
Travesseiros...

Eu fui atravessando os teus silêncios
Até compreender que a voz que não se assume
Se some,

E eu sou soma...

Nada
N...

DEEP LOVE
1
0
March 27, 2020
 

SÍNDROME DE ESTOCOLMO

O amor está preso:

Ficou retido
Na fronteira do impossível

O amor sequer pode ser ouvido

O amor se espatifou em tanta contingência

Que enfim encontrou o contido...

O amor está preso:
Então eu me livro.

Thumb_letter_signature_1585520194
TEA TIME!
1
0
March 27, 2020
 

O AMOR NÃO É PRÉ-MOLDADO

Tudo se repete,
Tudo sempre se repete...

Nada nunca se repete:
Quem se repete
Somos nós.

Quero errar outros erros
Tentar acertar novos acertos

A vida é muito rara
Para olhar o mundo
Sempre pela mesma janela
- que nem ao menos se percebe efêmera -
E apenas permanece
Pétrea.

Sim, o vento soprou a cortina
Bagunçou os papéis da sala
Bateu a porta dos quartos
Tirou os móveis de lugar...

Mas a janela insiste
Em se enquadrar.

Thumb_letter_signature_1585520117
MYSTERIOUS DOOR
1
0
March 28, 2020
 

DESCOMPRESSÃO

Tenho escrito
Poemas curtos
Porque estreita é a passagem
Por entre a parede e a pele
De tijolos surdos

.

Thumb_letter_signature_1585372798
INTROVERTS WEEK
0
0
March 28, 2020
 

PONTO CEGO

A vida tem uma forma
Engraçada
De ensinar sobre a tristeza...

Mas só do ponto de vista
De quem não viu
- não de quem vivia -

Thumb_letter_signature_1585372281
GABRIELLE
0
1
March 28, 2020
 

DESÍGNIO

Eu queria
Acreditar...

Não sentir.  

Thumb_letter_signature_1585371486
BHAVYA SINHA
0
0
March 27, 2020
 

SOBRE A LEVEZA ESSENCIAL

De tanto ver cada pedrinha
Quicar na água
E afundar ligeiro,
Percebi que toda densidade
Se perde
Na imensidão.

Então assisto
Ao tímido movimento
Do rio
Que não se abala
Nem com desfiladeiro

E volto ao meu estado límpido
De ver céu no chão.

Thumb_letter_signature_1585290679
BHAVYA SINHA
0
1
March 25, 2020
 

A FALA DOS ESPELHOS

Se escrevo para alguém?
Sim...
Antes de tudo,
Pra mim.

Minha poesia
É o quarto escuro
Onde desvelo as faces da minha alma,
Sua falta de jeito para expressões coreografadas
E olhares sem combustão.

Não existe revelação automática:
É preciso manejar o papel
Com calma
E deixar a água agir
Para só então estender as lâminas tácitas
Com delicadeza de procissão.

Ah!
Mas para entendê-las
O processo é bem outro:

É preciso observar
O contorno
Por entre sombras e ruídos
Que desenha o poema oculto No olhar luminoso
Outrora contido.

Se para capturar poesia
É preciso luz de contratempo,
Para revelar o poema
Luz demais
Inviabiliza o experimento.

É no quarto es...

ISHAAN ADITYA
0
0
March 25, 2020
 

SOBRE IDAS NUNCA VINDAS

Vá em paz.

Thumb_letter_signature_1585140410
MOVEMENT
0
0
March 25, 2020
 

POEMA PRÁTICO

Melhor assim.

Thumb_letter_signature_1585107418
TAIBA BILAL
0
0
March 24, 2020
 

PRÁXIS

Quando mais o tempo passa
Menos uso frases de efeito
E mais vivo cada uma das fases
Com efeito.

Thumb_letter_signature_1585080486
WORD ART
0
0
March 23, 2020
 

AUTO DE REMISSÃO

Mesmo que pareça
Que meu inconsciente insista na “doença”,
- Que fique claro -
Não quero mais nada de ti,
Nem em verso,
Nem em ideário.

Mesmo que minha memória me traia,
Que minhas escolhas vez ou outra
Pareçam ainda falar das tuas falhas,
Eu te garanto que tudo é mero efeito
Inevitável
Do regredir firme e digno
Desse tóxico sentimento tísico.

Não, eu não me divido
Eu não aceito restos, farelos
Tampouco submeto-me a um elo
Que já se provou mero divertimento
Para o teu ego de zombeteiro.

Se meu poema falar a ti
Ouve:
Pouco a pouco
Te amo menos.

Se meu olhar parecer olhar pra ti
Olha bem:
Pouco a pouco
Te vejo menos.

Se uma música te tocar
E  fizer lembrar
Da...

ANGEL OF AMOR
0
0
March 24, 2020
 

ÁREA RESTRITA

Aquele que não soube lidar
Com o meu amor
Tampouco o saberá
Quando se tornar
Indiferença:

Diante do ócio
As palavras me tomam ao mar

E se acaso me inspiram poema
Me atraco até o barco virar
E volto a nado sem sair do lugar
Em terra seca.

Thumb_letter_signature_1585059290
SIDDHARTH PALAI
0
0
March 24, 2020
 

TÉCNICA DE RECONHECIMENTO

Só leio o que não acredito
Só ouço quem nada diz
Para apagar com convicção
A mentira e o vazio
E não fazer-me deles uma aprendiz.

Thumb_letter_signature_1585057956
GABRIEL MUCHIRI
0
0
March 24, 2020
 

CERTIDÃO

A cada minuto
Me torno melhor
Do que já fui

Porque comecei sendo,
Não fingindo que sou
Escrevendo.

Thumb_letter_signature_1585057393
MARTHA LUCIA
0
0
March 24, 2020
 

POEMA GEO-MÉTRICO

Cada um
No seu...
Eu na minha.

Thumb_letter_signature_1585056631
HOPE BATEMAN
0
0
March 21, 2020
 

INFINITO NÃO É INFINITIVO

Todo poema de amor
Será sempre insuficiente
Inadequado
Valoroso deveras
Ou descartável
Para quem não ousa amar
Conjugando verbos
Quem já ama ao cego.

Thumb_letter_signature_1585055840
BHAVYA SINHA
0
0
March 24, 2020
 

NA SELVA NÃO SE ESTÁ A SALVO

Antes de ousar
Dizer à uma mulher
Quem pensa que ela é
Ou deixa de ser
Certifique-se
de que ela não seja poeta...

Se for, pior pra você...

Mas em ambos os casos
Você já era.

Thumb_letter_signature_1585025169
SIDDHARTH PALAI
0
0
March 24, 2020
 

JUGULAR

Nada do que já tenha sido feito
Forjado
Minguado
Repetido
Ou distorcido
Me interessa.

Deixo a festa
A quem se interessa pelo circo:

Eu prefiro ser a fera
- A vera -

Eu não me escondo na floresta:
Eu escolho por onde piso.

Thumb_letter_signature_1585024696
BHAVYA SINHA
0
0
March 24, 2020
 

REQUISITO ÚNICO

O amor verdadeiro
É privilégio dos autênticos.

Thumb_letter_signature_1585023743
ANGEL OF FAITH
0
0
March 22, 2020
 

ERA EU,
EU HERA

(Fragmento)

(...)
O que te tirou o chão foi descobrir que era AMOR:

Genuíno, real, abastado o suficiente para nutrir tua natureza límbica e extremada.

Amor com carinho, com candura, com lealdade plena, com equivalência de ideais e força de trabalho manifesta - seja no céu ou no inferno.

Amor com pulso, com dignidade, com respeito e limite, com perdão e entrega, com aprendizado oportunizado em cada crise, até nas de criação.

Vontade de fazer planos, de viver os anos, amor com tesão fudido mas fundido na alma.

Amor com identificação de caminhada, amor de mãos dadas, de escrita irada ou ingênua, amor de alma gêmea.

(...)

Thumb_letter_signature_1584929055
STAR EXPLODING
0
0
March 20, 2020
 

A FLOR DA ÁGUA

Não importa a guerra
A dor
Ou a peste
Se você tá bem
Já valeu a minha prece.

Cuida da voz
Mas mais das palavras que fala
E das que cala:
É a partir da omissão
Mais do que da culpa
Que o corpo padece.

Cuida de lavar as mãos
Mas mais ainda de lavar a alma
De esfregar cada verdade teimosa
Das que te doem ver expostas
Como se delas já não soubesse.

Cuida de não estocar comida
E mais ainda de não acumular mágoas
Mas de cultuar alegria
Tuas ou alheias;
Acolhe tua própria teia
Com amor e feitura de entrega inteira.

Aceita tudo o que já não se pode mudar
Mas muda tudo o que está mudo
Diante dos teus gritos de desespero.

Cuida de olhar aos que te amam nos olhos
M...

LONE SOULS
0
0
March 19, 2020
 

DELÍRIO DE QUARENTENA

Mesmo com essa loucura toda
Rolando mundo afora
Imagina quantos momentos
Simples e incríveis
Viveríamos nós dois
- juntos -
Em isolamento?

Quantos papos cabeça
Teorias conspiratórias
Intercaladas com séries e filmes
Beijos e pernas  

Quantas orações de fé
E quantas juras de amor
Em intervalos de reza

Quantas receitas e quanto sabor
Para cuidar do teu corpo inteiro...

Chamego para entreter no tédio
Ou te distrair nos jogos de tabuleiro...

Meu sono com teu cheiro
E eu vestindo tua camiseta
- que guarda em mim o teu perfume -
E nos teus braços meu despudorado desejo
Ao morder tua boca, ligeira
Deixo até a lareira queimar de ciúme...

Você imprime os de...

STARS
0
0
March 16, 2020
 

ÀS VÉSPERAS

Essa noite eu sonhei
(de novo) com você
Mas ao contrário das outras vezes
Não havia mais ninguém
Nem em mim
Nem contigo, por dentro
Nem como aperto
Nem por perto.

Éramos só nós dois
Em um cenário desconhecido
E você me olhava de um jeito
Que eu nunca tinha reparado
Mas que sem dúvida eu já devia ter visto...

Você - com olhos fixos -
Me dizia que já não acreditava que um dia viveríamos isso...

Eu te contava sobre o tanto que demorou
Pra eu olhar de frente
A pedra do Arpoador
Como se o Amor não fosse um precipício.

Se bem me lembro
O meu sorriso veio sem graça
Meio tímido
E eu quis falar contigo
De cada desencontro
Dos meus olhos cegos
E dos teus medos bobos

M...

DEEP LOVE
0
0
March 12, 2020
 

DA SUTILEZA E DO ENCANTO

Hoje eu te vi aqui
E “lá” comigo  
E também aí...

Hoje eu te ouvi
No sonho
Até apegar-me ao sono
Sem encontrar sinônimos
Para o que vem de ti...

Hoje
Foi o bem-te-vi
A me acordar do sonho
E anunciar em canto
Que tu vens pra mim.

Thumb_letter_signature_1584071864
HOPE BATEMAN
0
0
March 12, 2020
 

SUBSTÂNCIA PURA
Não tenho pressa
De te amar
Inteiro

Quero ir conhecendo
Cada traço meu em ti
E como te incendeio...

Como irão se misturar
Os nossos cheiros
Se os nossos beijos
Irão encaixar
Ao som do sol
- No arpoador -
Ou olho no olho,
Em silêncio.

Eu percebo o teu peito
Palpitando aos efeitos
Do que sequer eu sabia
Que viria a ser desejo...

Me pego imaginando
Nós dois
- tensos -
Suando frio perto um do outro
Mas abraçados na paz
De sermos nós mesmos.

Eu acho até que já perdi o jeito...
Acho que nem lembro como sou direito
Tampouco como são os meus beijos...

Mas quem disse que o Amor já nasce feito?

Só sei que é muito bom poder deixar ser
Sem temer o que vier de dentr...

SIMPLICITY DAY
0
0