Explore
Sign Up
Login

Tayane Andrade

PO# 29537
Brazil
Brazil
" A espera reverbera o infinito."
December 12, 2014
 

Querida Natália Parreiras,


É com uma imensa gratidão e de coração aberto, que te escrevo hoje, essa simbólica carta.
Ontem, onze de dezembro de 2014, na Saraiva do Leblon no Rio de Janeiro, fora realizado a concretização de um sonho, O Livro que Não Escrevi, veio ao mundo com muita paz, amor e acima de tudo, muita força e fé. E, como eu não consegui registrar o tamanho da minha felicidade ontem, vim aqui, expressar a imensidão dela.
Deve ser imensamente emocionante ter um livro, de autoria própria, uma força e dedicação nas mãos, depois de um dia de rotina, de contratempos, tristezas, stress e meios sorrisos (o que nem sempre é o seu caso, pois, mesmo cansada, não deixa de exibir es...

ORIGINAL
Thumb_1513916464
PO#29537
0
0
December 3, 2014
 

MONTANHA DA VIDA


Todos os dias
Ao passar pela montanha mais bela e mais alta
Daquela pequena cidade
A garotinha sentia vontade de sorrir
Subir até o topo daquela bela montanha.
Mas, todos os mesmos dias em que sentia vontade
Ouvia seus pais dizerem que era perigoso
Que ninguém subira lá, desde o último verão
E como todos os mesmos dias, depois das mesmas respostas
Abaixava a cabeça e continuava seu caminho.
Um dia, depois de todos os outros nãos
A garotinha, que agora, era uma mulher
Passara pela mesma montanha de anos atrás
Agora, muito mais bela
E com imaginação, muito mais alta.
Parara no mesmo instante de seu mesmo sorriso de tempos atrás
Dessa vez, pela primeira vez
...

ORIGINAL
Thumb_1513916464
PO#29537
0
0
November 18, 2014
 

“ Eu reconheço. Reconheço que chamar sua atenção, não está resolvendo nada. Reconheço que meus esforços para te fazer notar que estou aqui, estão falhos, gastos por tantas tentativas frustradas. E eu não posso continuar dessa forma. Desculpe-me, mas eu simplesmente não posso. Eu preciso deixar seguir, passar dessa pra melhor, preciso apertar o prosseguir e não mais o re-play da música e disso tudo eu sei. Mas... Como? Se tudo o que vejo é apenas esse seu sorriso levado, pronto pra me deixar que nem uma idiota, com o rosto corado? Como? Como? Me diz! Me diz, porque eu realmente não tenho mais saídas. Nem mesmo, a de emergência.”



          
                     — Tayane Andrade, PB
   ...

ORIGINAL
Thumb_1513916464
PO#29537
2
0
November 14, 2014
 

Um dia, você irá levantar com a mesma força que um dia, também perdeu. Irá olhar para frente e perceber que nessa vida não existe limites não superados. Verá que a batida do seu coração sintonizará com as mesmas vibrações de uma música vitoriosa e assim, poderá renascer e crer em tudo aquilo que um dia tiraram de ti e, que te pertenciam por direito.





— Tayane Andrade, PB
21 : 25

ORIGINAL
Thumb_1513916464
PO#29537
0
0
November 4, 2014
 

“Eu sorriria todos os dias para você, mesmo sabendo que seu sorriso não corresponderia o meu. Eu sorriria todos os dias para você, mesmo sabendo que seu sorriso, sorriria ao contrário do meu. Eu sorriria todos os dias para você, mesmo sabendo que nossos sorrisos hoje, tomam destinos distintos. Eu sorriria todos os dias para você, mesmo sabendo que um dia, o seu mais belo sorriso sorrio para mim e que hoje, sorri para outro sorriso.”




— Tayane Andrade, PB

ORIGINAL
Thumb_1513916464
PO#29537
1
0
November 1, 2014
 

Tem guerreiro que


Sofre decepcionado
Age calado
Luta contra o preconceito
E sorrir satisfeito

Tem guerreiro que
Luta a favor do país
E satisfaz a vontade dos pais

Tem guerreiro que
Acorda cedo a cada amanhecer
Para ter
O pão de cada dia
E o feijão a cada mês

Tem guerreiro que
Foge de suas obrigações
E ao fugir, percebe que
Guerreiros de verdade não fogem
Vão à luta

Tem guerreiro que
Abre mão de seus sonhos
Para concretizar outros sonhos
Como meus pais
E os seus pais, caro leitor

Tem guerreiro que canta
E encanta
Escreve
E prescreve

Tem guerreiro que
Salva vidas
No mar
No ar
No fogo
E na terra

Tem guerreiro que
Ao anoitecer
Fica pensativo
...

ORIGINAL
Thumb_1513916464
PO#29537
0
0
October 26, 2014
 

Há mais ou menos duas horas, venho tentando descrever a minha utopia mágica ou, a magia da minha utopia, para quem a reformule. E, embora esteja com sede de descobertas, não consigo mais que meras palavras pequenas.
Talvez a minha utopia seja amor.
Cor.
Descobertas.
Conquistas.
Ou até mesmo, não sei... apenas palavras
Ou quem sabe, sorte.
Não sei.
Talvez a minha utopia esteja em pequenos frascos de poções mágicas combinadas com todos os sentimentos que agora, estão confusos.
Talvez,
Bom, não sei!
Talvez...
A utopia em si seja combinações de várias e tantas outras coisas:
Músicas
Livros
Tempos
E ventos.
Ou quem sabe, a mágica da minha utopia seja a minha extrema confusão de nã...

ORIGINAL
Thumb_1513916464
PO#29537
0
0
October 24, 2014
 

Há uma diferença
- enorme-
Entre estar só
E sentir-se sozinho

Nós nunca saberemos ao certo
Quem nos deixará
Mas, saberemos ao certo
Quem deixar

Estar só
Não significa
Não ter ninguém
Significa
Ter milhares

Sentir-se sozinho
Não significa vazio
Significa tudo
Que ao invés de ser lembrado
É tremendamente esquecido

Às vezes
Sentir-se só
E estar sozinho
Não significam nada
Assim, como particularmente
Significam tudo
Até mesmo
Em sermos
Invisíveis por dentro.


— Tayane Andrade, PB

ORIGINAL
Thumb_1513916464
PO#29537
0
0
October 22, 2014
 

Das minhas lágrimas
Faço um copo de água
Que falta
Em tempos de seca no sertão

Das minhas lágrimas
Faço rio
Que com sua transparência
Envolve-me em seus braços
- aconchego de vida-

Das minhas lágrimas
Faço praia
De um domingo de manhã
Tumultuado de pessoas
Alegres e diferentes

Das minhas lágrimas
Faço um balde de água
Repleta de sentimentos
Inacabáveis
Que a cada gota esbanjada
Mata a  ânsia de sede daqueles
Que um dia, tanto aprisionou suas dolorosas lágrimas.








— Tayane Andrade, PB

ORIGINAL
Thumb_1513916464
PO#29537
0
0
October 20, 2014
 

Admiro

Pessoas que acordam cedo
Todos os dias
E conseguem enfrentar
Seus medos e suas incertezas

Admiro pessoas
Que mesmo em seus piores dias
Conseguem fazer rima
De sua própria agonia

Admiro pessoas
Que doam seus lugares
Aos mais velhos
Em pleno ônibus lotado

Admiro pessoas
Que mesmo com suas coisas
Oferecem-nos ajuda
Para carregar nossos pesos

Admiro pessoas
Que desejam bom dia
Sem esperar
Um boa tarde

Admiro pessoas
Que ouvem
Diz-ouvem
E refletem

Admiro pessoas
Que doam seus braços
E abraços
Aos mais necessitados

Admiro pessoas
Que conseguem ver a vida
De uma forma diferente

Que sentem
E pressentem
Poesia    





— Tayane Andrade, PB

ORIGINAL
Thumb_1513916464
PO#29537
0
0
October 18, 2014
 

“Um dia, talvez eu me arrependa por tudo, ou, simplesmente não me arrependa por nada. Como alguns livros nos mostram, há como suportar a dor e conviver com ela também.”









— Tayane Andrade,PB.

ORIGINAL
Thumb_1513916464
PO#29537
0
0
October 16, 2014
 

Saudade talvez seja...



Dividida em partes iguais
De milhares de coisas boas.

Saudade talvez seja
Um encontro de lágrimas e sorrisos
Descobertos em cada partida e cada chegada

Saudade talvez seja
Uma combinação de cheiros
Sorrisos
E olhares diferentes

Saudade talvez
Vá além
De qualquer abraço
E presença física

Saudade talvez seja vontade
Silêncio
Zoada

Saudade talvez seja
Algo perdido
Que perdeu completamente o sentido
Na décima partida
E na décima chegada

Saudade talvez seja
O agora
O amanhã
E até mesmo
O pra sempre.




— Tayane Andrade, PB

ORIGINAL
Thumb_1513916464
PO#29537
0
0
October 15, 2014
 

MEU CARO,


Talvez você devesse saber
Que eu não o esperarei a vida inteira.
Não que a vontade de estar ao seu lado tenha passado
É que algumas dores
São extremamente desnecessárias.
Não pense que suas razões são maiores e melhores que as minhas
Porque certamente elas não são.
Cansei.
Cansei.
Cansei de te ver brincar de vida
Quando na verdade, deveria agarrar os mesmos
Sem se preocupar com algumas opiniões.
Ah meu caro, como queria que fosses mais real...
Como queria que soubesses que a vida é o esconderijo dos desejos igualados à armadilhas compostas por decisões.
Ah meu caro, como queria que fosses...
- mais meu-







— Tayane Andrade

ORIGINAL
Thumb_1513916464
PO#29537
0
0
September 28, 2014
 

Sorria!
Há pessoas precisando de um guia.






- Tayane Andrade, PB

ORIGINAL
Thumb_1513916464
PO#29537
0
0
September 28, 2014
 

Retrato de Quem?




Eu não costumava ser assim.
Eu não tinha este rosto
Estes olhos
Tampouco este coração.
Tinha a delicadeza do vento
E tinha cor
Hoje, a dor deixa marcas
Rastros por todos os lados.
Meus olhos costumavam brilhar
Com a luz do dia
Com a brisa leve do mar
Hoje, exagera vazio
Em qualquer outro olhar
Olho-me e não sei quem vejo.
Quem sou?
O que sou?



- Tayane Andrade, PB






ORIGINAL
Thumb_1513916464
PO#29537
0
0
August 16, 2014
 

POESIA


Havia livros espalhados
Pelo quarto
Pela sala
Pelo chão de toda casa

Eram frios,
Bons para um verão
Acompanhados de muita emoção

Tinha rostos
Cores
E gostos
Olhos
Bocas
E sorrisos

Havia esperança em cada capa
Medo, em cada página
Você, em cada palavra
E uma incompreensão inadequada

Livros
Versos
Parágrafos
Passados.

Todos eles jogados
Levados por algo
De legítima expressão.
—poesia—





— Tayane Andrade, PB

ORIGINAL
Thumb_1513916464
PO#29537
3
0
August 16, 2014
 

Presente
Passado
Futuro
- saudade-


















— Tayane Andrade, PB

ORIGINAL
Thumb_1513916464
PO#29537
0
0
July 19, 2014
 

OUTROS OLHOS


Difícil olhar profundamente nos olhos de alguém
Através de uma parede
Extremamente invisível.
Há quem diga que me perco
Me esqueço
Me disperso
Do que me pertence.
- essência-
Não!
Difícil é ser tocada na alma
No coração
Nas entrelinhas da emoção.
Subir cada degrau do céu
De uma possível pintura
Pintada por mentes.
Não!
Difícil é ser olhada profundamente nos olhos
Ver o tremor de cada sentimento
O motivo de cada sorriso.
Impossível!
Impossível olhar em outros olhos
Com outros olhos
E não existir.
- meu fim-




— Tayane Andrade, PB.

ORIGINAL
Thumb_1513916464
PO#29537
0
0
July 18, 2014
 

DESCANSO E AVANÇO


Fui e vim centenas de vezes
Sem ter ideias
Nem ao menos um começo.

Parei
Pensei
Voltei
Repensei

O cansaço me tinha
As ideias não fluíam
E o medo me tomava.

Estava cansada de mim mesma.
Não avançava pelo medo que me tinha
Pelo extinto medroso que me acalentava em dias ruins.

Parei
Pensei
Voltei
Repensei
- mais uma vez-

E por fim
Existi.




— Tayane Andrade, PB.

ORIGINAL
Thumb_1513916464
PO#29537
2
0
July 16, 2014
 

Já pouco me percebia distante. Tinha poemas prontos e mudanças de ideias, rápidas demais. Sorria, chorava, sentia e nada mais. Falo tanto sobre a leveza que agora, me sinto pesada. Talvez, eu possa me comparar com o mar. Ora calmo ora furioso. Falava tanto que precisava de férias, que hoje, esqueço-me completamente o que tal significa. Tirei férias de mim mesma. Ando tão ocupada com certos pontos que me esqueço que certas vírgulas existem. Prezo tanto por um rápido final que acabo me esquecendo que para toda uma história, precisa-se de um inicio, ou um meio. Ora tenho a poesia na ponta da língua ora ela some. Consome o que ainda existia de mim. Quando olho mais adiante, percebo que sou feita ...

ORIGINAL
Thumb_1513916464
PO#29537
2
0
July 15, 2014
 

Des(encontros)


Em teus versos
Quero encontrar-me.
Ando perdida
E não sei como me achar.

Sinto-me diferente dos outros
Mas todos se igualam a mim
- descrevo solidão-

Sozinha em algum canto
Caminhando por aí
Ouvindo certos sons
- sem música-
Falando certas coisas
- calada-

Encontro alguns rastros
- não são meus-
Não  sei por quanto tempo
Ficarei perdida
Mas não os seguirei
- preciso encontrar-me-

Se preciso
Passarei dias
Semanas
Meses
Anos
Alimentando-me apenas pelas palavras
Que este mar oferece.
- vida-

Posso ser o pó que vaga pelo vento
Alimento que vem do chão
Poeira que vem dos cantos da terra
Sal que sai do mar
Azul que tece o céu
Som que sal...

ORIGINAL
Thumb_1513916464
PO#29537
0
0
July 3, 2014
 

SORRISOS  



Sorrisos largos
Curtos
Tristes
E ocultos
Grandes sorrisos
Meios sorrisos
Sorrisos nulos
E ocultos
Sorrisos de olhos
De bocas
De dentes
Tanto faz!
Apenas
Que sorria!
Sorrir é apenas um dom
E tem tom
De nos fazer bem.




— Tayane Andrade, PB.

ORIGINAL
Thumb_1513916464
PO#29537
3
0
June 22, 2014
 

À Natália...

A tempo
E num segundo fez-se o mundo
Sonhando
Sou rindo.
Me junta pelos cantos,
Perdoa o pecado do meu defeito de constituição óbvia
Espia as nuances de teu abajur espiralado à meia-luz do nosso sobrepor etéreo
Me acolhe na tua aldeia,
Captura
Enquanto houver a dúvida
Mas espere!
A sincronia dos meus sonetos é perturbadora
A genética previne-nos do engano
Enlouquecem os números
E parece pancada.
Se me vires no papel faça prece
E apresse
Pois somos de nenhuma espécie.
Há cansaço em existir...
- eu duvido-
E enquanto existo
Sobrevivo.
A hora é de parar ponteiros
E de ti
Eu só levo
O que é meu
Mas se queres me deixar...
Me deixe!
A liberdade é liquid...

ORIGINAL
Thumb_1513916464
PO#29537
8
0
June 16, 2014
 

OUTROS TEMPOS...


Às vezes me perguntam
O porquê do sofrimento
Apenas os respondo
Que sofrer faz parte de viver
E sem muito que fazer
Vou descrevendo meu próprio sofrimento
Poucos versos
Meias dores
Muitos sonhos
E ainda que sejam outros tempos
O vento ainda bate em nós
E mesmo que os anos demorem
Flutuem por aí
Ainda assim
Somos tão jovens.




— Tayane Andrade, PB

ORIGINAL
Thumb_1513916464
PO#29537
3
0
June 15, 2014
 

“Provavelmente minha lucidez dependa das loucuras de meus versos, ou talvez, apenas dependa de mim."














— Tayane Andrade, PB

ORIGINAL
Thumb_1513916464
PO#29537
4
0
June 3, 2014
 

ULTIMAMENTE...


Ando desligada do mundo
Não ouço gritos
E nem reclamações
Ando contando meus passos
Que são raros
Para serem expostos por aí
Ando buscando respostas
E conclusões
Para tantas ilusões
Não são de promessas
Que algo se constrói
Nem de mentiras
Que algo cresce
Ando desligada do mundo
Chutando a areia
Sugando o ar
Seguindo a chuva
Vivendo o mar.



— Tayane Andrade, PB

ORIGINAL
Thumb_1513916464
PO#29537
4
0
May 26, 2014
 

VAZIOS PREENCHIDOS


Um dia
Li por aí
Num desses livros de poesia
Que os vazios
Costumavam ser mais
E até mesmo infinitos
Olhei para dentro de mim
E percebi
Que os meus vazios
Haviam sido preenchidos
No momento em que a dor
Fora embora
Até por que
Não era de metades que eu precisava
E sim
De edifícios completos.



— Tayane Andrade, PB

ORIGINAL
Thumb_1513916464
PO#29537
0
0
May 25, 2014
 

APRENDENDO A VIVER...


Perdas
- remendos-
Ganhos
- cicatrizes-
Decepções
- abertas-
Confiança
- destruída-
Amores
-dores-
Traição
- sem coração-
Mentiras
- ilusão-
Fim
- recomeço-
Desistir...
Viver nunca foi fácil
Mas desistir
Nunca foi uma opção.



— Tayane Andrade, PB

ORIGINAL
Thumb_1513916464
PO#29537
0
0
May 18, 2014
 

Que a leveza do mar
Me leve daqui
Pra outro lugar

Que eu navegue sem rumo
Nesse mudo
Com a mesma leveza das ondas

Que meus medos
Se percam
Nas profundezas
Dos meus pensamentos

Que meus sonhos
Se concretizem
Da mesma inocência
Em que as sombras ressurgem

Que a chuva leve
Toda e qualquer dor

Que as ondas
Levem a solidão
E me tragam o amor.



— Tayane Andrade, PB

ORIGINAL
Thumb_1513916464
PO#29537
4
0
May 18, 2014
 

A solidão é algo reservada
Não a vemos
Mas a sentimos

A dor é algo permanente
Machuca
Tortura
Compreendo-a mais agora
Do que antes
Do que ontem e talvez mais do que amanhã

A perda é algo necessária
Superar
É o que nos sustenta

As lágrimas fazem parte dessa dor
Compreendo que um dia
Elas irão secar

Amar talvez
Não faça parte do seu coração
- do meu, do nosso-
Mas a sua intenção
É tentar

Talvez não entenda agora
Mais um dia
Entenderá

A minha dor
Talvez não seja maior que a sua dor
Mas as dores
Costumam doer do mesmo jeito

Minha perda
Talvez não seja igual a sua
Mas as perdas
Nunca costumam voltar

Minha solidão
Talvez não seja a sua
Mas a solidão...

ORIGINAL
Thumb_1513916464
PO#29537
4
0