Explore
Sign Up
Login

Vanessa Cardui

PO# 496741
Portugal
Portugal
www.borboletrasdecardui.blogspot.com
September 12, 2018
Coimbra, Portugal

Cardumes de tubarões desencontrados
Cardumes de peixes pequenos que fogem angustiados
Tanto mar e tantos grupos sem esconderijos suficientes
Apenas instintos de sobrevivência aí latentes
Um mar espirituoso por fora mas amargurado por dentro
Nas suas profundezas enfrentam medos severos
E o grande para o pequeno é como uma fera
Que abre a boca não para comer
Mas apenas para sobreviver
Somos da terra e pisamo-la firme
Não imaginamos o que a profundeza do oceano atinge

Vanessa Cardui

Thumb_letter_signature_1536719634
NEVER FORGET
Thumb_1482720584
PO#496741
0
0
September 12, 2018
Coimbra, Portugal

Mistake. Foi um grande mistake. Um erro gigante em trinta em tal anos, o pensar de que nunca teria o sonho de casar. Agora dou o braço a torcer. Porque afinal quero casar. Quero porque afinal existe o homem da minha vida; aquele que me faz querer casar. Aquele que me curou da infelicidade de imaginar que neste mundo houvesse alguém que pudesse compactuar com a quantidade de emoções e sensações que de mim emanam; e consegui encontrar; apesar de me terem parecido sempre e cada vez mais escassas as possibilidades de isso acontecer. Pois bem, vou casar e a verdade é que já pedi para me varrerem os pés para não casar ; já disse milhões de vezes que nunca me iria casar. Mistake. Nunca é o maior “mi...

NEVER FORGET
Thumb_1482720584
PO#496741
0
0
September 5, 2018
Coimbra, Portugal

E tu vais. Vais de vez. Atiras-te não para o abismo mas para o que é decerto melhor para a tua vida! Tu sabes que é um passo importante e vais dá-lo porque é o que o teu coração pede; o que a tua intuição manda; o que o teu futuro deseja... e vais e não te importas se há gaivotas no ar ou se vem aí tempestade. Queres ir, queres arriscar numa viagem que nunca fizeste na vidas; mas a que mais desejas acima de tudo .

Vanessa Cardui

GREAT THINGS
Thumb_1482720584
PO#496741
2
1
August 30, 2018
Coimbra, Portugal

Juntos estamos nesta aventura
Coisa nunca pensada é tão pura
Deliciosa e conto de fadas
Com tantos abraços e mãos dadas
Juntos vamos para todo o lado
Juntos só temos duas mãos
Juntos só temos uma cabeça
Juntos só temos duas pernas

Thumb_letter_signature_1535595150
MAKE IDEAS HAPPEN
Thumb_1482720584
PO#496741
1
0
August 29, 2018
Coimbra, Portugal

E estás sob um pedestal basílica
Milagre quase brotado da natureza
Rosários ali e dezenas de terços acolá
Fé e humildade apenas e só na oração
Pena que a vida não se aprenda apenas com esta lição
Basílica real e em que passo por ela
Aprecio-a; quase sem caber no diafragma da minha lente
Fico embevecida e vejo como é bela
Como faz chorar de tão bela ser
Respeito
A palavra respeito
A primeira a surgir
Depois a emoção
Que começa a fluir
E o meu coração
A mirrar e a apertar
E eu ali, firme a controlar
A saber digerir a última vez
Estive ali contigo
Estivemos ali contigo
E tu estiveste e só não disseste olá
Estavas concentrado em ver-me
Em me abençoar a mim e aos meus
A cuidar c...

MAKE IDEAS HAPPEN
Thumb_1482720584
PO#496741
1
0
August 2, 2018
Coimbra, Portugal

E é agradecer
Agradecer ao sol
Ao sol que a vida nos dá
E nos tira com a noite que cai
E nos fala como a brisa que sai
De dentro de nós por querer tanto ser
E querer, querer tanto agradecer
Sagrados dias de sol até ao anoitecer
Lavar e purificar a alma sem perceber
Levitar sem saber ler nem escrever
Fazer acontecer e viver e agradecer
Agradecer ao sol e à terra por ser digna de ser
E se vivo de corpo e alma , é mesmo para viver
E agradecer aos dias de sol que me fazem renascer

Vanessa Cardui
(In “Poesias (De)Vidas”)

Thumb_letter_signature_1533170899
SAY HELLO TO SUMMER
Thumb_1482720584
PO#496741
1
0
July 25, 2018
Coimbra, Portugal

O amor não estava mais ao seu alcance. Aquela rosa caída significava o fim mesmo que tivesse todas as pétalas ... teria acabado o seu cheiro, o seu toque aveludado, o brilho, a sintonia, a essência ..tudo ...
E ali acabou... uma história de amor e uma rosa caída... um fim que não há bem me quer nem mal me quer que mude as coisas de cenário.

Vanessa Cardui

Thumb_letter_signature_1532483412
STARS CAN'T SHINE WITHOUT DARKNESS
Thumb_1482720584
PO#496741
1
0
July 20, 2018
Coimbra, Portugal

Gostava de ser piano. Acordar piano. Ser eu, as teclas e mais ninguém... ao som de

Por publicar no blog e no lettrs
Uma espécie de metáfora
Os dedos perdidos no piano
Que com um treino se encontram
E que melodia boa que sai debaixo do pano
Que paz que se instala agora
Os dedos deambulam pelo piano afora
E eu calma e serena deste lado
Como se a calma fosse uma pena leve
E a melodia um instante tão breve
Toco no presente e não no passado
Piano que estimo e que está do meu lado
Dedos que tocam sem sequer cantar
E eu aqui a deixar as minhas mãos tocar
E a deixar que o tempo me continue a embalar
Tal e qual um louva-a-deus que gosta de vaguear
Eu gosto de ouvir paz , de ouvir toca...

SAY HELLO TO SUMMER
Thumb_1482720584
PO#496741
1
0
July 17, 2018
Coimbra, Portugal

...E ficou ali durante horas a beber sem parar como se o facto de para ela já ter desaparecido já não fosse o suficiente para além de querer ser esquecido com a bebida. E assim era a vida daquela triste rapariga. Que tanto sentia que deixou de sentir para ficar dormente, para se sentir desaparecer. Não se lembra desse dia. Mas acordou junto de alguém que amparou e a acolheu com as melhores das intenções. O mesmo não voltou a suceder. Ela entendeu que não é no copo que alguém pensa estar a desaparecer; por ordem da divindade, aparece...aliás, muito pelo contrário!
No dia seguinte ela voltou ao bar e apenas e só para tomar um capuccino. Voltou para aparecer, desta vez... e não para tentar desap...

RANDOM ACTS OF POETRY - DAY
Thumb_1482720584
PO#496741
3
0
July 11, 2018
Coimbra, Portugal

Não. Mais não. Não pode ser. Isto não pode continuar assim! Temos que nos encontrar como já nos encontrámos e entendemos!!temos que ser o que somos sem que pareçamos desconhecidos . A verdade irrefutável é que nos amamos, e a verdade mais terrível é saber que estamos a passar por uma má fase, em que mal conseguimos falar a mesma língua. Mas já andamos nas aulas e havemos de ser poliglotas para nos entendermos em qualquer altura, sempre; por tanto nos amarmos...

Vanessa Cardui

Thumb_letter_signature_1531273356
A MAN'S BEST FRIEND
Thumb_1482720584
PO#496741
2
0
July 11, 2018
 

Deus não nos odeia. Se nos odiasse não nos faria tão corajosos. Não nos deixava comer o pão que o diabo amassou. Não nos deixava viver rodeados de hipocrisia e malvadez. Que mundo é este?! Criado por Deus?! E antes dele?! Quem criou o quê primeiro e com que bases?! Pois, tudo se baseia em história em que hoje quem acredita não estava lá para ver... tal como tantas outras gerações antes das nossas. Crianças morrem com doenças obscuras, morrem à fome, morrem em guerras, morrem pessoas todos os dias que certamente a maior parte não teria chegado ao limiar do seu viver. E porquê?!
Talvez seja porque a vida para além de nos trazer mais sapiência traz-nos ainda mais paciência. E com a paciência ve...

A MAN'S BEST FRIEND
Thumb_1482720584
PO#496741
1
0
July 7, 2018
Coimbra, Portugal

O casamento do meu melhor amigo. Nem sempre é assim expectável como parece, à partida ao ler a frase inicial. E se eu disser que normalmente alguns ditos “melhores amigos” se revelam e falham aquilo a que não se comprometeram mas que partilharam desde sempre - a amizade. Isso e só isso. E é aí que nasce a surpresa. A surpresa de que alguns “melhores amigos” vão falhar e não és tu quem te arrepende, mas sim eles, talvez mais tarde. E a surpresa maior é que apenas conhecidos por acréscimos dão lugar a amizades que julgavas não poder travar na vida, mas afinal podes. E isso supera por si e por si só o facto daqueles que te falharam não estarem, porque os seus lugares estarão ocupados por pessoa...

4th of july
Thumb_1482720584
PO#496741
0
0
July 5, 2018
Coimbra, Portugal

Uma praia sozinha
E nós lá com o mundo
Nus e esquecidos de tudo
Porque o merecemos
Porque o queremos
Porque o temos
Pela benção que são esses momentos
Pela gratidão destes nossos sentimentos
Uma praia deserta
Uma casa apropriada
Um sol sem escuridão
Areia fina e aveludada
Anoiteceres de verão
Corpos abraçados e fugidos da rotina
Horas que passam rápido
Mas que soam a uma vida
Ares desejados e uma gaivota perdida
E eu ali contigo, completamente destemida
Por te sentir escudo protector
Do mal que possa haver ao meu redor
E ali estamos nós
Só nós e uma praia
E que praia maravilhosa
Que por estarmos só nós ali
Podia desde já ser nossa

Vanessa Cardui

Thumb_letter_signature_1530756228
4th of july
Thumb_1482720584
PO#496741
1
0
July 5, 2018
Coimbra, Portugal

...E ele apanhou do chão um papel amarrotado, a cheirar a bolor mas com um ligeiro trago a alecrim. Era um recado. Um recado para ele vindo dos céus. Um recado miraculoso que acabou por lhe extinguir a ansiedade que lhe latejava no peito.
Ele estava de luto e não deixava de estar de luto em constante luta com ansiedade. Aquele recado ou aquele recado vieram trazer-lhe de volta a liberdade de raciocinar credível e pacientemente e lembrar-se de que há uma vida toda pela frente, mesmo que o luto exista e mesmo que se esteja de luto por dentro (quiçá para sempre); no entanto o luto é para que lutemos também por nós !
E assim dizia o bilhete:

“Meu filho,
Quando for não irei. Estarei sempre por...

4th of july
Thumb_1482720584
PO#496741
2
0
July 3, 2018
Coimbra, Portugal

Nós. Os quatro. Nós sem sabermos que de repente seríamos quatro, dois de nós a duplicar. Ou a quadriplicar pois dizem que amar os filhos é sempre por dois mesmo que sejamos um.
Nós. Um em quatro e quatro em um. Nós que sem sabermos ler nem escrever e não tivéssemos pisado o caminho certo não seríamos quatro e nem tão pouco nenhum. Ainda bem que o somos. Ainda bem que só  connosco isso foi possível. Ainda bem que nos reencontrámos pelo caminho e deixamos pegadas de nós em mais dois seres tão ricos por dentro quando nós. Sim, agora somos quatro que alegria!

Vanessa Cardui

Thumb_letter_signature_1530585581
WRITE YOUR OWN STORY
Thumb_1482720584
PO#496741
4
0
July 2, 2018
Coimbra, Portugal

Nua
Escondida
Encontrada
Serena
Em paz
Sozinha
Feliz
Dona do seu nariz
Dona da sua rotina
Dona da sua vida
Largou tudo
Ficou por cima
Da natureza que respira
E a roupa que tira
Porque quer ser livre
Sempre e agora
O perigo não está lá fora
Mas cá dentro de nós
E se não formos muitos
Somos só nós e nós
Há coisa mais importante?
Que a solidão levante
Um ser que parecia já derrotado
E que de repente se sente levantado
Espaço novo e sujeito ao clima
Assim é um ser humano que por ele tem estima
E ela nua
Sempre nua
Nua e crua
Como tinha sido toda a sua vida
Tempo passado nulo
E ela ali esquecida
Mas lembrada da sua vida
Por isso foi para ali
Para ser só feliz
Só com...

WRITE YOUR OWN STORY
Thumb_1482720584
PO#496741
2
0
July 2, 2018
Coimbra, Portugal

Sim. No início do que nós pensamos ser a vida, a felicidade parece fácil, mas não é. Arrisco-me a dizer que a felicidade seja o mais difícil de alcançar no mundo! É todo um caminho, bastante longo até se chegar à felicidade; àquela de que todos falam mas quase ninguém sabe: a felicidade suprema, mais-que-perfeita! Para se ser feliz é preciso, numa primeira instância, saber-se sofrer e como é lógico, sofrer. É duro de perceber, talvez, mas quanto mais se sofre mais feliz conseguimos ser mais tarde, quando vem aquela felicidade que queremos tanto é que esperávamos que nunca viesse e quando chega... ahhhhhh! Quando chega e vem para ficar, o caminho que corremos com o nosso suor e com as nossas l...

WRITE YOUR OWN STORY
Thumb_1482720584
PO#496741
4
0
June 27, 2018
Coimbra, Portugal

Quanto mais o tempo passa, mais compreensão acumulamos. Quanto mais felizes menos susceptíveis a desilusões ficamos. O passar do tempo vale muito para o cicatrizar das feridas. O passar do tempo vale tanto para aprendermos a lidar com o tempo que passa tão rápido ou mais rápido que a idade que passa por nós sem a vermos mas impreterivelmente a sentirmos essa mesma idade não propriamente no físico mas sim no psicólogico, porque aprendemos com as lições que a vida nos dá e deu ao longo do tempo e isso inequivocamente contribui para a nossa sabedoria interior, tão importante e cada vez maior, com o adiantado do tempo que somos nós e o que fazemos de verdade factual com a nossa vida.
Ah! E quant...

STARS CAN'T SHINE WITHOUT DARKNESS
Thumb_1482720584
PO#496741
2
0
June 22, 2018
Coimbra, Portugal

Sou-te o que te sou
Por seres comigo
Por eu ser contigo
Por termos parecido esquecidos
Um do outro e perdidos da trajectória
Com anos de vida passados
Pensamentos já vincados
Mas no final mãos entrelaçadas
Beijos e rebeijos sem iguais
Coisas palavras doces e sinais
Somos nós connosco e nada mais
E sabe tão bem
Ai tão bem que sabe
O não ser de mais ninguém
A não ser só nosso
Precisámos de crescer
Para nos termos a nós
Para nos termos um ao outro
E se éramos mudos
Ganhámos a voz
A voz que nos faltava para a felicidade
Pois a felicidade mais pura somos nós

Vanessa Cardui

Thumb_letter_signature_1529638290
MAJOR STEPHEN REICH
Thumb_1482720584
PO#496741
4
0
June 22, 2018
Coimbra, Portugal

E tu olhas como se fosse uma névoa que passa sem saberes se é mesmo uma névoa ou se é algo de ser, algo que vêm de algum lado que não de alguma possível alucinação.
E tu olhas e não vês mais nada senão a névoa que passa e insiste a passar de um lado para o outro. Não, não se trata de um problema de retina, mas sim de uma névoa que passa em que olhas e não vês mais nada a não ser sonhos a sair e outros a entrar, tantos e tantos sonhos que está névoa é aquela que passa e que só nós a vemos passar.
E tu olhas para o infinito como se fosse o dia de amanhã . Porque tu próprio és infinito!

Vanessa Cardui

Thumb_letter_signature_1529637966
MAJOR STEPHEN REICH
Thumb_1482720584
PO#496741
0
0
June 20, 2018
Coimbra, Portugal

“Estás magra. Estás tão magra!!! Emagreceste muito!!! Não eras assim! “ E são estes recorrentes comentários que me fazer fazer uma introspecção tão pequena ou tão grande que me limito também a dar a minha opinião, tal como os outros também a dão de forma gratuita e sem sequer perguntarmos o que quer que seja, agora sinto que é a minha vez!
Sim!!! Estou mais magra e sabem que mais? Não me sinto magra mas sim elegante! Com trinta e três anos sinto que tenho a maturidade de muitas com quarenta ou cinquenta, e o corpo de muitas com dezoito e vinte anos! Sinto orgulho na mulher que sou, que não treina porque não quer e porque não gosta e na verdade até pode ter tentado mas nunca gostou dessas vid...

MAJOR STEPHEN REICH
Thumb_1482720584
PO#496741
0
0
May 28, 2018
Coimbra, Portugal

O céu pode estar acinzentado de nuvens gigantes e sombrias ou iluminado de raios de sol. Mas é sempre o mesmo céu. Se fosse uma pessoa, talvez fossem olheiras, não sei.
A questão é que tantas vezes que olhamos para o céu e dizemos irreflectidamente: “ que céu tão feio!”. Não  é por mal, bem o sabemos. Mas significa tempestades, necessidades atmosféricas de maior, tal como também as temos (nalguns dias) dentro de nós. E não deixamos de ser a mesma pessoas por estarmos felizes e contentes ou tristes e mais cabisbaixos! O mesmo acontece no céu. As nuvens podem tapar o sol mas nunca tapam o céu que é sempre o mesmo. E quando os raios de sol desaparecem para darem lugar à negritude das nuvens ca...

WRITE YOUR OWN STORY
Thumb_1482720584
PO#496741
2
0
May 23, 2018
Coimbra, Portugal

‪Aqueles olhares que se trocam e se tocam por dentro e que, no fundo, nunca se viram. Porque os nossos olhos até podem ver e vêem tudo o que é bonito e feio. Os olhos que estão dentro de nós não vêem nada mas são os que vêem melhor, porque vêem sentimentos, e isso vale tudo. Vale mais do que a vida, vale mais do que os olhares que se trocam por fora. Pois os olhares que nós sabemos quais são porque os vemos, na realidade, só os imaginamos ser assim ou assado perante o impacto que nos causam, pela empatia ou pela antipatia. E tanto podemos constatar uma realidade ao ver, depois, que a outra pessoa é mesmo assim, tal como expectámos, ou não. Se for, ouro sobre azul; se não o for, passa a desil...

WRITE YOUR OWN STORY
Thumb_1482720584
PO#496741
2
0
May 10, 2018
Coimbra, Portugal

Nós os três
Um gato maltês
Ruas cinzentas mas com cor
Peles macias de tanto amor
Mãos dadas e festejos
Miares abandonados e bocejos
Sombras da humanidade
Paralelismo da felicidade
Ser humano também é ser animal
Ser animal também é ser humano
Pois viver neste mundo insano
A prova disto é o ser humano irracional
Que dá a vez aos animais com coração
Dão luz às pesadas dos humanos cruéis
E protegem e cuidam dos que lhes são fiéis
Nós os três
Só de uma vez
E um gato maltês
Ao virar da esquina
E o que brilha esta felicidade
Que é uma bela realidade
E é isto que nos fascina
A vida de partilhar
A vida de ser
A vida de igualar os caminhos
A vida a passar e os pássaros a voar
...

WRITE YOUR OWN STORY
Thumb_1482720584
PO#496741
2
0
May 4, 2018
Coimbra, Portugal

Guitarras dedilhadas

A canção que embala Coimbra é o fado, a meu bem entender
O acorde das suas guitarras e a sua voz despoleta o desejo de enaltecer
Tudo o que oiço me soa a melodia inatingível
Tudo o que oiço me faz relembrar doces momentos
A canção que me embala é tão pura que nem parece possível
Porque transforma todos os sentimentos duros em patacos
Ouvir esta rica melodia é como receber algo inesquecível
O Fado não se vê, sente-se pura e simplesmente
Quem não gosta não sente e quem não gosta não mente
O Fado vem lembrar o “Homem dos mil dedos”
Ou, como queiram, o “mestre da guitarra portuguesa “
Carlos Paredes, tocando genuinamente e sem desassossegos
Mostrando que o Fado detém to...

WRITE YOUR OWN STORY
Thumb_1482720584
PO#496741
1
0
May 1, 2018
 

E a prancha ali pousada à nossa espera
De uma forma tão bonita e tão singela
E à nossa espera, sem demora
Para que a levemos dali para fora
Haja o plural em nós que é de tanto valor
Aquela prancha até pode flutuar mas sabe o que é amor
Flutua na água e acontece na terra
E ali estava a prancha à nossa espera
Paciente e compreensiva pela atmosfera
E deixada ali ficou
Mas alguém a levou
E fomos nós

Vanessa Cardui

Thumb_letter_signature_1525213734
WRITE YOUR OWN STORY
Thumb_1482720584
PO#496741
2
0
April 21, 2018
Coimbra, Portugal

Fazer um interregno a sonhos? Para quê?
Perder a motivação do que nos faz fortes? Para quê?
Fazer da nossa vida um maltrapilho cansado? Para quê?!
Somos nós que lideramos a nossa vida! E para quê?
Para sermos quem quisermos ser
Sem retóricas
Sem interregnos
Sem obstáculos
Só contam as nossas convicções
A vida só conta nos nossos corações

Vanessa Cardui

Thumb_letter_signature_1524275044
EVALUATE YOUR LIFE DAY
Thumb_1482720584
PO#496741
2
1
April 21, 2018
Coimbra, Portugal

Um quente frio
E um frio quente
Um fogo que arde
Um fogo que se apaga
Um quente que assa
Um quente que passa
Um frio que vai e fica
Um frio que petrifica
Frio quente e tão quente
Quente frio e tão frio
Mais vale colher a semente
E viver o dia de fio a pavio
Com frio ou quente
Ou quente e frio
Quer o tempo
Quer os corações
Que não passam frio
Que estão cá dentro
Sem restrições
E são quentes
Tão quentes
Que provocam
Tais sensações
Que não se tocam...

Vanessa Cardui

Thumb_letter_signature_1524272095
EVALUATE YOUR LIFE DAY
Thumb_1482720584
PO#496741
0
0
April 20, 2018
Coimbra, Portugal

O que é ter sentidos? Sentir é diferente de ter sentidos. Sentir é diferente de ter os sentidos apurados. Sentir faz parte de viver, para sentirmos apenas precisamos de estarmos vivos. Mas para fazer que esses sentidos se façam valer é preciso senti-los profunda e internamente. Os sentidos nunca são demais quando são apurados. Olfacto, tacto, paladar, audição e visão . Sentidos que se porventura e algum deles não o tivermos, teremos um outro apurado. E isso também vale. E vale muito, por sinal. E todos os cinco sentidos deviam fazer parte da vida de todos, mas infelizmente e para alguns, não fazem. Mas esses terão ainda mais orgulho em apurar todos os sentidos que têm, espero eu. Se não o faz...

EVALUATE YOUR LIFE DAY
Thumb_1482720584
PO#496741
2
0